3/25/2008

A Última Mensagem de John Stott em Keswick - Parte 1

Postado por Luís Filipe de Azevedo


Segue abaixo, após uma introdução de Leighton Ford, a última mensagem de um dos maiores teólogos contemporâneos, Dr. John Stott, no celebrado e tradicional evento cristão em Keswick, na Inglaterra.

Encontrei no site do Caio Fábio essa excelente mensagem e compartilho com você...
______________________________

Introdução: Leighton Ford

Tenho uma admiração ilimitada por John Stott, como professor, pregador e líder, e como alguém de quem me alegro por poder chamar de amigo. John Stott, hoje com cerca de 85 anos, vive em uma casa de repouso no sul da Inglaterra. Contudo, sua mensagem continua clara. Segue a mensagem (Tornando-nos Semelhantes a Cristo) que ele trouxe nesse verão, na convenção de Keswick, na Inglaterra. O estilo e o conteúdo são típicos de Stott: bíblicos, reflexivos, desafiadores. Vale a pena ler e reler!

Leighton
______________________________

Mensagem de John Stott em Keswick

Dr. John Stott — “O Paradigma: Tornando-nos Mais Semelhantes a Cristo”. Sermão pregado na Convenção de Keswick em 17 de julho de 2007

Lembro-me muito claramente de que há vários anos, sendo um cristão ainda jovem, a questão que me causava perplexidade (e a alguns amigos meus também) era esta: Qual é o propósito de Deus para o seu povo? Uma vez que tenhamos nos convertido, uma vez que tenhamos sido salvos e recebido vida nova em Jesus Cristo, o que vem depois? É claro que conhecíamos a famosa declaração do Breve Catecismo de Westminster: “O fim principal do homem é glorificar a Deus, e gozá-lo para sempre”. Sabíamos disso e críamos nisso. Também refletíamos sobre algumas declarações mais breves, como uma de apenas sete palavras: “Ama a Deus e ao teu próximo”. Mas de algum modo, nenhuma delas, nem outra que pudéssemos citar, parecia plenamente satisfatória. Portanto, quero compartilhar com vocês o entendimento que pacificou minha mente à medida que me aproximo do final de minha peregrinação neste mundo. Esse entendimento é: Deus quer que seu povo se torne semelhante a Cristo. A vontade de Deus para o seu povo é que sejamos conformes à imagem de Cristo.
Sendo isso verdade, quero propor o seguinte: em primeiro lugar, demonstrarmos a base bíblica do chamado para sermos conformes à imagem de Cristo; em segundo, extrairmos do Novo Testamento alguns exemplos; em terceiro, tirarmos algumas conclusões práticas a respeito. Tudo isso relacionado a nos assemelharmos a Cristo.

Então, vejamos primeiro a base bíblica do chamado para sermos semelhantes a Cristo. Essa base não se limita a uma passagem só. Seu conteúdo é substancial demais para ser encapsulado em um único texto. De fato, essa base consiste de três textos, os quais, aliás, faríamos muito bem em incorporar conjuntamente à nossa vida e visão cristã: Romanos 8:29, 2 Coríntios 3:18 e 1 João 3:2. Vamos fazer uma breve análise deles.

Romanos 8:29 diz que Deus predestinou seu povo para ser conforme à imagem do Filho, ou seja, tornar-se semelhante a Jesus. Todos sabemos que Adão, ao cair, perdeu muito — mas não tudo — da imagem divina conforme a qual fora criado. Deus, todavia, a restaurou em Cristo. Conformar-se à imagem de Deus significa tornar-se semelhante a Jesus: O propósito eterno de predestinação divina para nós é tornar-nos conformes à imagem de Cristo.

O segundo texto é 2 Coríntios 3:18: “E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito”. Portanto é pelo próprio Espírito que habita em nós que somos transformados de glória em glória — que visão magnífica! Nesta segunda etapa do processo de conformação à imagem de Cristo, percebemos que a perspectiva muda do passado para o presente, da predestinação eterna de Deus para a transformação que ele opera em nós agora pelo Espírito Santo. O propósito eterno da predestinação divina de nos tornar como Cristo avança, tornando-se a obra histórica de Deus em nós para nos transformar, por intermédio do Espírito Santo, segundo a imagem de Jesus.

2 comentários :

Graça e paz...

Realmente este texto relata o fundamento do Evangelho, o verdadeiro significado da Salvação, sermos transformados à Semelhança de Cristo.

Deus te abençoe!

Marcos disse...

Muito top o blog, o conteúdo é muito bacana e muito edificante, olha q Deus continue te abençoando sempre nessa tua caminhada, pq sabemos o blog é um grande instrumento de evangelização e edificação,fique na Paz...